Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TORTO E A DIREITO

UM BLOGUE SEM PÉS NEM CABEÇA, A TRECHOS LÚCIDO, CONTUDO, TRANSLÚCIDO...MODÉSTIA À PARTE

A TORTO E A DIREITO

UM BLOGUE SEM PÉS NEM CABEÇA, A TRECHOS LÚCIDO, CONTUDO, TRANSLÚCIDO...MODÉSTIA À PARTE

ESFÉRICA OU CHATA?

esférica ou chata.jpg

«Faço-a esférica ou faço-a chata?» - perguntou Elohim (Elo para os amigos), com um pé na Via Láctea, a dar uns toques num asteróide.

«Faze-a chata!» - disse Mefistófeles (Mefisto para os amigos).
«Fá-la, burro!» - corrigiu Elo.
«Estou a falar, e não me chames burro, caralho!» - disse o anjo das Trevas.
«Não é isso, é o pronome!» - disse Elo - E além disso proíbo-te terminantemente de utilizares termos náuticos que ainda não criei!
«Ah, é o pronome?...Realmente!» - fez Mefisto com a ligeira impressão de que Elo tinha metido a pata na poça.
Elo, para não ficar mal na fotografia, criou a Gramática logo no primeiro dia. Mefisto olhou-o com despeito: "Tem a mania que é o Criador, foda-se!" - disse entre dentes...
Assim, a Terra foi criada e ficou chata. Fizeram-se as inscrições e publicações legais na Conservatória do Registo Celestial, como manda a Lei, mas Mefisto ainda lembrou:
«E depois vêm o Copérnico, o Galileu, o Kepler e mais gajada chatear-nos, vais ver!»
«Deix'os vir, podemos muito bem com as teorias deles!» - fez Elo
«E Portugal é para fazeres hoje, ou guardas para amanhã?» - perguntou Mefisto.
«Tem tempo, tem tempo!» - disse Elo
«Ficava feito e dava tempo àqueles manjericos para se prepararem!» disse Mefisto
«Prepararem?» - fez Elo - «Essa é boa!... Para quê?»
«Democracia, qualidade de vida, adesão ao Mercado Comum, essas merdas, 'tás a ver?» - disse Mefisto
«Já te disse que tem tempo!» - repetiu Elo, feito 'nhurro'.
Mefistófeles achou que o mar estava encarapelado de mais para a pesca, muito embora a noção de mar não passasse, por enquanto, dos planos da Criação. Elohim irritava-o sobremaneira. Omnipotente, omnisciente, infinitamente bom, infinitamente justo. "São os piores", pensou. E com um suspiro: "Portugal podia ser, se Ele quisesse, uma grande e próspera Nação."
Elohim percebeu que o outro começava a encordoar e que isso lhe poderia estragar as sestas...
«Vai um bagacinho?» - perguntou Elo.
«Quê, já criaste?» - fez Mefisto.
«Posso fazer agora, alinhas?» - disse Elo.
«Não quero, o primeiro fica sempre muito rascante!» - respondeu Mefisto
«E uma voltinha a pé? É porreiro para as coronárias, pá!» - fez Elo
«'Tás parvo, ou fazes-te? Com este reumático não me tenho nas canetas!» - respondeu Mefisto.
Elohim pensou que o dia não dava para mais nada, não obstante ainda não terem sido criados os dias, tampouco as noites. Não quer dizer que tivesse sido dos menos produtivos. No entanto, criada a Gramática, as contracções pronominais, um plano para o bagaço, e a Terra Chata, por acordo entre as partes, era tempo de descansar.
«Vou-me chegando.» - disse Elo.
«Ci vediamo domani!» - respondeu Mefisto, embora Roma fosse, ainda, uma quimera.
«Até amanhã, se eu quiser!» - fez Elo
"Peneiras do catano!" - pensou Mefisto, descendo aos infernos.

Mais sobre mim

foto do autor

NOTA MUITO IMPORTANTE

O AUTOR DESTE BLOGUE ESTÁ-SE A MARIMBAR PARA O ACORDO ORTOGRÁFICO!

ESPREITADELAS

hitwebcounter

FLORES DE MAIO

Mensagens

JAZZ COM BIFANAS

O SEU A SEU DONO

Se, neste blogue, houver lugar à existência de qualquer violação de direitos de autores de obras intelectuais, agradeço que me contactem através de joaoratao1@sapo.pt (ou aqui), por forma a poder corrigir a situação. Obrigado.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Calendário

Janeiro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Comentários recentes

  • Anónimo

    Bocage in "O Bordel Português"Saudações cordiais

  • Anónimo

    Faz-nos pensar que, aqui e ali, ainda se vão encon...

  • Anónimo

    Faz lembrar essa grande quadra de autor desconheci...

  • Anónimo

    Eu ia dizer - que f.... da ..... de texto tão rico...

  • João Ratão

    Pois, com certeza, nem refuto!

Pesquisar