Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A TORTO E A DIREITO

UM BLOGUE SEM PÉS NEM CABEÇA, A TRECHOS LÚCIDO, CONTUDO, TRANSLÚCIDO...MODÉSTIA À PARTE

A TORTO E A DIREITO

UM BLOGUE SEM PÉS NEM CABEÇA, A TRECHOS LÚCIDO, CONTUDO, TRANSLÚCIDO...MODÉSTIA À PARTE

A PRIMAVERA

Nastassja Kinski1.jpg

Não recordo que tenha publicado alguma coisa a propósito da Primavera, mas, se o fiz, agradeço, desde já, a vossa compreensão, à qual já me acostumei ao longo dos curtos anos de existência deste fantástico blogue (peço imensa desculpa pelo elevado grau de auto-estima), nomeadamente os silêncios que nunca são demais e, mais uma vez, muito obrigado pela infinita paciência que têm tido.(1)
Posto isto, passo, então, a descrevê-la, sem pontos, mas com uma profusão de vírgulas nunca dantes vista e tampouco imaginada (que me perdoe, Saramago, o infame sacrilégio) e, se não se importam, começo por dizer que, segundo o calendário Gregoriano, cujo significado já tive oportunidade de esmiuçar em artigo anterior, costuma chegar por volta do dia 21 de Março e este ano não foi diferente, só para variar, graças a Deus e abençoada seja porque é sempre uma alegria recebê-la e, claro, com ela vêm as flores de mil cores, tons e múltiplas fragrâncias, os passarinhos que são os pardais, as passarinhas que são as andorinhas, o Sol(3), os prados verdejantes a perder de vista, a eterna Nastassja Kinski sem qualquer razão, a não ser porque sim, o céu azul que às vezes é cinzento porque está encoberto e outras vezes chuvoso quando as nuvens ficam muito pesadas, dependendo tais variações climatéricas (vulgo humores) da disposição do manda-chuva do Céu ou, quiçá, do estado anímico de qualquer chefe de família que se preze de torcer pelo clube do seu coração, pois há quem se dê mal com as derrotas, mas também com os ovos (?!) ou com a esposa (vá que não vá) quando se trata da sua equipa, uma vez que a lecitina (só agora é que percebi a analogia) não deve ser confundida com letícia que, sendo nome de mulher, também pode ser de boneca insuflável, made in Taiwan, que, segundo os seus apreciadores, tem algumas particularidades muito apelativas, entre as quais, dizem eles, parece destacar-se a boca grande (não confundir com a Manela Boca Guedes), tudo graças ao avanço tecnológico e ao progresso da tecnologia que vai dar ao mesmo porque são situações que se interpenetram e coadunam, numa transposição metatética, ajustando-se, simplesmente, como se fossem peças de um puzzle chinês (fabricado na China), isto muito a propósito do caso daquele sujeito com tendências suicidas, apanhado várias vezes com a boca na botija por tentativa desesperada de pôr termo à vida a todo o gás, ademais, na primeira pessoa ou ele não fosse um suicidário militante desde a primeira hora, também isto, obviamente, só para sublinhar que nem todos temos estrutura mental para aguentar a puta da vida, dado que uns nascem em berços de ouro e outros em palhinhas o que é uma cena fodida, como devem calcular, e é preciso enfatizar que todos somos filhos de Deus e o sol quando nasce devia ser para todos e não vale a pena tapá-lo com uma peneira, dado que os seres humanos são uns seres errantes, daí São Jerónimo (não confundir com Jerónimo de Sousa) ter inventado a locução "errare humanum est" e, por via dessa frase infeliz, qualquer desgraçado erra, inclusive eu, mesmo que me vanglorie de ser barra em qualquer coisa, como, por exemplo, cantar a "portuguesa" enquanto lavo as próteses dentárias com pasta medicinal Coito, à semelhança daquele famoso artista português que não precisava de palavras para nada, interrompendo (não confundir com coito interrompido) para comer azeitonas cordovil, que são mais carnudas, suculentas e menos reimosas para o hemorroidal, e beber simultaneamente um gin tónico com Alcaceltzer porque há gostos para tudo, sei lá, coisas que se podem fazer, como não fazer ou até gargarejar com uma mistura de bicarbonato de sódio e meia de sulfato de zinco, juntando-se um ou dois pirolitros, bebendo-se "on the rock" e acompanhando-se ao piano com aquela terna balada romântica do Quim Barreiros, "Quero cheirar o teu bacalhau, Maria", sendo que é fundamental que todos nos sintamos bem na companhia efémera da querida Primavera porque, só mais querida e linda do que ela é a Nastassja Kinski (apesar de já estar com caruncho, mas isso até eu que também já fui lindo) pela qual tenho um devaneio porque sim, prontos, q'é que querem?(3)
A talhe de foice, sem martelo, aqui fica uma curiosidade mórbida que até parece macabra, então, não é que uma equipa internacional de arqueólogos, por sinal, muito bem conceituada pelos seus pares, descobriu, há tempos, dez esqueletos de gente pré-histórica, em muito bom estado decomposição (é caso para admirar ao fim de milhares de anos) juntamente com uma dentadura que parece ter pertencido a um mamute. (3.1) Mais a mais, a dentadura afirmou datar-se do ano 3033 antes de Cristo, mais coisa, menos coisa, revelação que deixou os cientistas incrédulos e o caso não era para menos, de tal modo que desataram a rir com nervoso miudinho, imagine-se, e é claro que ao observarem os dentes do extinto animal com mais atenção, não os pouparam (os dentes) a elogios, não obstante estarem muito cariados (naturalmente, digo eu), e assim não tiveram outro remédio senão datarem o achado com carbono 14 que é por causa das tosses! (3.2)
(1) Primeiro e exclusivo ponto final, parágrafo, mudança de linha.
(2) Os raios solares demoram cerca de oito minutos até chegarem à Terra que, por ser um planeta, não tem luz própria (para quem não sabe), mas também se consegue complementar a luz solar directa com a luz produzida pela EDP que, é preciso dizê-lo, é a mais cara da UE, tendo em conta os nossos salários e pensões terceiro-mundistas, mas, se assim não fosse, e justiça lhe seja feita, o António Mexia não podia trocar de popó, topo de gama, de seis em seis meses.
(3) e (3.1 e 3.2)) Peço desculpa pelos pontos de interrogação e exclamação que ainda são pontos até ver.

THE SHOW MUST GO ON

the show must go on.jpg

- Florinda Fifi Flores, mais conhecida por "três efes", uma cantora portuguesa naturalizada algarvia e radicada em Marrocos, em rigor em Marraquexe, actuando regularmente no play bar Casablanca (era para escrever Maison Blanche, mas era pretensioso de mais), onde canta em playback para um playboy berbere, perdeu um long play por uma nesga.

Não obstante a boa dose de fair play com que soube aceitar aquela contrariedade, a badalada cantora não se conforma com esta perda tão dolorosa e até deveras insólita.

A notícia tem sido amplamente divulgada pelos vários órgãos de informação e, obviamente, pelos de comunicação, como não podia deixar de ser na circunstância!

Assim, apelando à solidariedade de todos os bons samaritanos, inclusive os de Samaria, "FFF" oferece dois vinis de setenta e oito rotações por minuto, para grafonola, estilo realejo, em muito bom estado de conservação, a quem o encontrar, pois o disco é de muita estima e consideração.

- Lili Caneças pode vir a ser processada por muitos milhares de telespectadores. Motivo: Ao fim de mais de 70 anos foi ao programa da Cristina cantar: "...sou sua sereia/cheia de sol/sou sua lua/sua carne crua/sobre o lençol...".

Ora, ganhe juízo, minha senhora! Toda a gente sabe que não tem, propriamente, uma voz maviosa!

- Circula uma petição pública na Internet, no sentido de obrigar Ferro Rodrigues a arreganhar a tacha cada vez que aparecer em público, dentro ou fora da AR, para não parecer tão feio porque até parece mal! Os internautas, autores desta petição, ameaçam com uma greve geral no ciberespaço, caso não vejam satisfeito o seu requerimento. Mais a mais, agora fazem-se greves a torto e a direito e por dá cá aquela palha que esta até tem a sua lógica! Enfim, não toda, mas alguma, n'é?

A petição já soma cerca de uma assinatura, mais coisa, menos coisa, a contar com a minha, naturalmente. 


- Luísa não é cantora, não é música, não é actriz de cinema nem de teatro, não é realizadora, encenadora, anotadora ou disc-jockey, não é crítica literária, de cinema, teatro, arte, construtiva, destrutiva, directora de cine-clube, locutora de continuidade, enfim, nada mais nada menos do que nada de nada. Com toda a sinceridade, não percebo porque é que acabei de escrever isto!

- Para terminar, deixo-vos aqui uma pequena lista de museus que vale a pena visitar ou revisitar quando terminar o período de quarentena "pá malta". Mesmo assim, o melhor é usarem máscaras e manterem as distâncias; não relaxem!

Então, tomem nota deles: Museu dos Coxos - Todos os dias no Serviço de Ortopedia do Hospital de São José; Museu da Marinha - Está encerrado por tempo indeterminado, devido a uma insurreição da armada em exposição; Museu do Ultraje - Diariamente em São Bento. Entrada gratuita, só para quem se portar bem! Saída sempre labiríntica para a crise endémica de que padecemos (imaginem, agora, só por um bocadinho, com mais esta).  A culpa, neste caso, não morre solteira porque está mais que provado que o exclusivo culpado desta situação, ao contrário do que se possa pensar, foi o grande filho da mãe. Sim, esse que estão a pensar, o Dom Afonso Henriques! É chato estar sempre a culpar a mulher a dias. Ademais, agora que está confinada e, se calhar, desempregada, valha-lhe Deus!

Mais sobre mim

foto do autor

NOTA MUITO IMPORTANTE

O AUTOR DESTE BLOGUE ESTÁ-SE A MARIMBAR PARA O ACORDO ORTOGRÁFICO!

ESPREITADELAS

hitwebcounter

FLORES DE MAIO

Mensagens

JAZZ COM BIFANAS

O SEU A SEU DONO

Se, neste blogue, houver lugar à existência de qualquer violação de direitos de autores de obras intelectuais, agradeço que me contactem através de joaoratao1@sapo.pt (ou aqui), por forma a poder corrigir a situação. Obrigado.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Calendário

Maio 2019

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Comentários recentes

  • Anónimo

    Bocage in "O Bordel Português"Saudações cordiais

  • Anónimo

    Faz-nos pensar que, aqui e ali, ainda se vão encon...

  • Anónimo

    Faz lembrar essa grande quadra de autor desconheci...

  • Anónimo

    Eu ia dizer - que f.... da ..... de texto tão rico...

  • João Ratão

    Pois, com certeza, nem refuto!

subscrever feeds

Pesquisar